Home / Blog / GRANADA: PEDRA DO MÊS DE JANEIRO

GRANADA: PEDRA DO MÊS DE JANEIRO

garnet_ring_victorian

Anel histórico com Granada

A pedra do mês de janeiro é a Granada. Considerada uma pedra com poderes curativos é representante do amor e conduta moral. Os povos antigos associavam a gema ao coração e ao sangue. Por isso, até hoje, há quem acredite que com a Granada seja possível estancar sangramentos, proteger contra feridas, depressão, pesadelos e venenos. A pressão e a circulação sanguínea poderiam ser beneficiados com a utilização da pedra, segundo muitos crentes nos poderes das pedras. Você acredita?

Em mineralogia, a cor característica da Granada pode variar do amarelo escuro ao vermelho profundo, passando pelo marrom e verde. Existe, inclusive, uma variedade da pedra na cor preta e também incolor.  É uma pedra do tipo nesosilicato, podendo incorporar muitos elementos na sua estrutura, tais como o cálcio, o magnésio, o alumínio, o ferro, o manganês e o titânio.

Outra característica física da Granada é a sua partição, dodecaédrica e desigual, com dureza entre 6,5 e 7,5. O brilho da gema é vítreo e resinoso, podendo ser transparente ou opaca, de acordo com a presença ou não de inclusões. São físicas e refrativas.

Origem do nome Granada

Granada deriva do latim “granates”, que significa grão. Vale lembrar que, talvez, a pedra tenha sido batizada com esse nome já que a fruta romã, com origem grega “pomegranate”, mais ou menos como um pomo formado por granadas. Bela associação.

Jazidas e tipos de Granada

6-3

Granadas naturais. ©Reprodução.

Existem muitas jazidas espalhadas pelo mundo onde se podem extrair as granadas. Porém, é na África do Sul, Sri Lanka, Madagascar, Brasil, Índia e Austrália as maiores delas. Alguns tipos de gemas encontram-se dentro do grupo das Granadas, conhecidas pelos nomes de Piropo, Grossularite, Almandite, Uvarovite e Andradite.

A República Tcheca é um dos únicos lugares do mundo onde a variedade “Piropo” pode ser encontrada. A cor do Piropo tem o vermelho mais profundo de toda a família de Granadas, tendo sido minado por mais de 600 anos nas montanhas da Boêmia.

História

f750224f8f71d0b03101172b21f21a89A granada foi muito popular na Europa entre os séculos 18 e 19, ganhando grande admiração durante a era Vitoriana.

Os joalheiros da região da Boêmia aproveitaram o momento para desenvolver muitas peças com a gema, sendo a imperatriz Austro-Húngara Sissi uma de suas amantes.

As Granadas Boêmias são muito famosas por causa da sua claridade e transparência, além de alta capacidade de refração da luz. Beleza, elegância e durabilidade são alguns dos valores associados às Granadas Boêmias, admiradas até hoje.

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *